A surpreendente Macedônia

MACEDÔNIA, Julho de 2018

A incrível Macedônia

Macedônia é outro daqueles países legais pra conhecer nos Bálcãs ( leste Europeu) gastando pouco e sem se preocupar com curto período de visto pois ele fica fora do Espaço Schengen.
Imigração, chegando e saindo

Fomos pra Macedônia vindos da Albânia, com um ônibus entre Tirana ( Albânia) e Struga ( Macedônia), custou 13 euros ( ônibus da manhã, o da tarde custa 10 Euros) e levou 4 horas, incluindo a parada na aduana.

A saída da Albânia foi demorada, primeiro entrou um policial e recolheu todos os passaportes dos passageiros. Depois o ônibus foi para uma garagem onde todos desceram e pegaram suas bagagens no bagageiro para uma por uma passar pela revista. Todos revistados em mais ou menos meia hora e de volta ao ônibus. Mais alguns minutos para o motorista devolver um por um os passaportes dentro do ônibus. Assim como na entrada na Albânia, não ouve carimbo algum no passaporte.
Na Macedônia foi o mesmo procedimento com os passaportes, policial pega e minutos depois o motorista devolve, a diferença é que na Macedônia teve carimbo. Não ouve revista na entrada da Macedônia.
 A saída da Macedônia foi bem tranquila, cruzamos a pé a fronteira com a Bulgária, só pediram os passaportes e carimbaram.

Fronteira Macedônia – Bulgária

Câmbio e preços

A moeda da Macedônia é o Dinar macedônio, quando fomos , julho 2018, um euro valia 61 dinars e um real valia 12 dinars. Quase todos os lugares aceitam o Euro e também  cartões de crédito. As coisas são bem mais baratas que na zona do Euro.
Hotéis mais baratos custam 7 Euros por pessoa, o preço sobe com a qualidade do hotel.  Se não encontrar barato na internet, procure pela rua que acha quartos tipo Airbnb por esse preço.
 
Comida.
Procurando bem encontra comida barata, encontramos hambúrguer com batata frita e milkshake por 120 dinars, e um frango assado com batatas fritas por 200 dinars. Na capital Escópia encontramos hambúrguer mais batata frita e refrigerante por 100 dinars.
 Pagando um pouquinho mais caro se pode comer as tradicionais kaftas, prato típico da Macedônia. Em Escópia comemos um que acompanhava feijão.
Dicas sobre transporte:
Não adianta querer comprar as passagens online que não rola, compre na hora no guichê do terminal de ônibus.
Cidades que conhecemos
OHRID
Cidade mais turística da Macedônia, no verão fica lotada de turistas. Lá fica o Lago Ohrid onde todos os macedônios vão para se refrescar do calor.
Chegamos lá vindos de Struga( também tem acesso ao Lago Ohrid) com uma van que cobrou 2,50 euros por pessoa.
Ohrid parece aquelas pequenas cidades praianas do Brasil como Pipa – RN ou Itacaré- BA cheio de hotéis, restaurantes e gente te oferecendo tour pelo lago por 10 Euros. Na cidade, tem uma parte histórica com muitas igrejas ortodoxas do século X, todas tem que pagar 100 dinars para entrar.
No alto do morro tem uma ruína de uma fortaleza, para subir na torre custa 60 dinars.
Na subida para a fortaleza tem um antigo teatro da época dos Romanos.
Todo esse trajeto entre as ruínas e igrejas é interligadas por lindas trilhas com belos mirantes para o Lago.
Também tem um caminho por sobre a água e no sopé dos rochedos, ótimo lugar para uma pescaria.
O centro da cidade também vale a visita
A capital Skopje ( Escópia)
De Ohrid fomos de ônibus para Skopje, a passagem custou 490 dinars (8 euros) mais 60 de taxa de embarque no terminal, levou umas 4 horas.
Escópia nos surpreendeu, muito bonita a cidade, todas os pontos turísticos ficam no centro e se pode conhecer tudo a pé.

Igreja ortodoxa

Igreja ortodoxa

Mesquita Mustafá Pasha

Mesquita Mustafá Pasha

Fortaleza Kale

Fortaleza Kale

Monumento Philipe II da Macedônia

Ponte de Pedra

Museu Arqueológico da Macedônia

Ponte das civilizações na Macedônia

Ponte das civilizações na Macedônia

Estátua de Alexandre o grande da Macedônia

Arco do triunfo

Casa onde morou  madre Teresa de Calcutá

Nos acompanhem em:

Siga-nos no INSTAGRAM

Nos acompanhe também em nossa FanPage do FACEBOOK

Veja essa viagem e se inscrevam em nosso canal do YOUTUBE

Contatos pelo e-mail ihmochilei@gmail.com

Assista o vídeo dessa viagem e se inscrevam no canal ▶