Bélgica: Bruxelas e Bruges, tudo que você precisa saber

​​BÉLGICA, Abril 2018

Melhores lugares turísticos da Bélgica

Depois de 11 meses de viagem pelas Américas, embarcamos para um novo destino em direção ao velho continente, pois é, nossa viagem se “reinicia” na Europa, onde ficaremos alguns bons meses para desfrutar de novos lugares, e claro, mergulhar em diferentes culturas. Acompanhe agora a nossa primeira parada que já começou cheio de dicas.

Depois de 10 hrs cortando o céu, chegamos em Bruxelas com um voo da Tui Fly com partida de Cancún. Alguns voos que fazem o trajeto Cancún – Europa são bem baratos.

A nossa entrada na Europa e a obtenção do visto de turista foi bem tranquila. Contamos como foi nesse post.

Chegamos em Bruxelas e ficamos, como sempre, na casa de um Couchsurffing que para a nossa sorte não morava muito longe do centro.

No primeiro dia que chegamos encontramos dois brasileiros na mesma casa de couchsurffing que a gente, Felipe e Lorena, e aproveitamos o encontro com os conterrâneos e fomos com eles conhecer a cidade de Bruges que fica cerca de 1 h de distância de Bruxelas indo de trem.

Seguimos os conselhos do nosso anfitrião para ir a Bruges de trem e nos arrependemos! O transporte ficou caro e ainda por cima pagamos o trem dentro do vagão ao invés do guichê, ou seja mais caro ainda.

Em Bruxelas tem várias estações de trem como a Midi e a Central, nos custou 45 euros ida e volta de Bruxelas . Sem dúvida a opção mais barata é o ônibus, mas valeu a pena para conhecer os famosos trens europeus e só assim tomamos um “choque de realidade européia”

Passeio de trem rumo a Bruges com Felipe e Lorena.

Descemos na estação de Bruges e começamos a explorar a cidade a pé. A cidade é considerada a Veneza do Norte, devido aos inúmeros canais cortam as ruas, um passeio de lancha de 30 min pelos canais custa 8 Euros. Fizemos todo o passeio por Bruges em menos de 3 horas e tranquilamente.


No segundo dia fomos explorar Bruxelas e dessa vez optamos pelo velho e bom ônibus urbano. O sistema de transporte é todo integrado, ou seja, você compra uma passagem de metrô, bondinho, ônibus e pode usar a mesma passagem por uma hora pegando quantos transportes quiser. Todos custam 2,50 euros e tem uma previsão de horário admirável.

Painel de horário funciona muito bem.

Em Bruxelas conhecemos:

Palácio da Justiça ao fundo

Catedral Saint Michael no centro de Bruxelas.

Gran Place

Meneken Pii umas das principais atrações turísticas da Bélgica.

Jeaneke Pis a menina mijona de Bruxelas

Todos os pontos ficam pelo centro e pode fazer o passeio caminhando, claro, tem que ter bastante disposição.

No terceiro dia fomos conhecer o Atomium que é como se fosse a torre Eiffel da Bélgica. Fica mais afastada do centro e fomos com o bondinho número 7 até o local onde fica o Atomium. Para subida no Atomium custam 15 Euros.

Atomium

Depois do Atomium, fomos andando até o Centro e passamos por alguns parques muito bonitos e também pelo jardim botânico de Bruxelas.

Jardim botânico com Atomium de fundo.

De Bruxelas partimos para Amsterdam, de ônibus, pesquisamos os valores do trem, mas estavam bem caros.

Vale lembrar que é sempre bom pesquisar ônibus e trens na Europa, nunca se sabe quando encontraremos um bom preço de alguns desses transportes.


Nos acompanhem em:

Siga-nos no INSTAGRAM

Nos acompanhe também em nossa FanPage do FACEBOOK

Veja essa viagem e se inscrevam em nosso canal do YOUTUBE

Assista o vídeo dessa viagem e se inscrevam no canal▶