Tudo sobre o trem Transiberiano na Rússia

​RÚSSIA, Novembro de 2018

Transiberiana é a linha férrea russa que liga Moscou a Vladivostok (fronteira com a Coreia do Norte), é a terceira maior linha de trem do mundo perdendo apenas para Moscou- Pyongyang ( Coreia do Norte) e Donetsk ( Ucrânia) – Vladivostok.

Não confundir com Transmongoliana que vai até Ulan Bator capital da Mongólia nem com Transmachuriana que vai até Pequim na China.
 
Nosso roteiro:
Começamos por São Petersburgo (não faz parte da Transiberiana mas enfim), passando por Moscou, Kazan, Ecaterimburgo, Novosibirsk, Irkutsk (lago Baikal) e UlanUde. Para saber mais sobre estas cidades, seus pontos turísticos e quanto custou o trecho, basta clicar nelas.
De UlanUde fomos de ônibus até a Mongólia e depois até a China.
Quanto tempo de Viagem
Fizemos  São Petersburgo-Ulan Ude em 17 dias ficando as vezes uma, as vezes duas noites nas cidades que citamos acima. A viagem direto de Moscou a Vladivostok dura 7 dias e esse trem faz paradas de uma ou duas horas nas grandes cidades.
Como comprar as passagens
Direitamente no guichê: somente se falar Russo ou pedir para um russo que te ajude pois é raro encontrar alguém que fale inglês na Rússia, pode comprar até minutos antes do trem partir se houver vagas. Aceita dinheiro e cartão
Diretamente nas máquinas: também dá pra comprar na hora e tem versão em inglês, aceita dinheiro e cartão.
Pela internet: Foi como fizemos, pois compramos com um mês de antecedência para comprar os lugares mais baratos. É bem fácil e em inglês, basta escolher a classe (1ª,2ª,3ª ou 4ª) e depois o acento (sentado, cama superior, cama inferior etc) . O preço aparece em Rublos e você paga com cartão de crédito.
O site para comprar é esse aqui https://pass.rzd.ru
90 dias antes do dia da viagem já está disponível para comprar as passagens.

Husky Siberiano na Transiberiana

Como são as Classes
4ª Classe
Mais barata e vai sentado em um vagão que parece um ônibus. Vale para viagens curtas mas para as que viram a noite vai ser tenso

4ª Classe

3ª Classe
Foi a que usamos em toda viagem, ótimo preço e confortável. É uma cabine aberta com 4 camas ( 2 em cima, 2 embaixo) e mais 2 camas ( uma em cima, uma em baixo) do outro lado do corredor.

Corredor da 3ª Classe

As camas de cima são mais baratas que as de baixo e as camas do corredor são mais baratas ainda pois são mais curtas. Nas camas de baixo, as malas vão em baixo da cama, nas de cima, vão em compartimento em cima da cama. A cama do corredor na verdade são duas cadeiras e uma mesa que se transforma em uma cama. No compartimento mais a frente do vagão, colado no banheiro, os preços são os mais baratos de todos pois tem o barulho do banheiro e da porta abrindo e fechando. Foi nesse compartimento que viajamos sempre. A noite praticamente ninguém vai ao banheiro então foi de boa pra dormir, valeu a economia.
Sugestão: a mesa da cabine pertence a cama de baixo então vale a pena comprar esse assento por causa da mesa. Fomos no outono e quase sempre estávamos sozinhos no compartimento, no verão o trem geralmente vai lotado.

Tem tomada embaixo da mesa e porta treco nas camas

 

Camas do corredor, a de baixo vira mesa e banco

Camas de cima, bem em cima vão as malas

2ª Classe
Mais ou menos 50 % mais caro que a 3 ª Classe, a única diferença que é um pouco maior e os compartimentos são fechados com portas, tem 4 camas ( 2 cima, 2 baixo), sendo que não há camas no corredor como na 3ª classe.

2ª Classe-cabines fechadas

1ª Classe
Não tivemos acesso a essa classe mas nos falaram que é uma cabine mais privada e com banheiro privativo e tem até uma ducha. Também vem incluso todas as refeições. É bem caro.
 
Quanto gastamos
De São Petersburgo até Ulan Ude, passando pelas cidades que citamos acima, sempre na 3ª Classe, no compartimento perto do Banheiro, nas camas de  cima gastamos 6750 rublos que valem aproximadamente 340 reais, isso por pessoa. Lembrando que tem várias classes e diferentes preços entre as camas, consulte o site de vendas para saber os preços e se o assento está disponível.
 
Restaurante, Comida e Bebida
Há um vagão restaurante no trem que vende refeições e lanches, não são absurdamente caros mas são mais caros que as refeições vendidas na rua.

Vagão Restaurante

Cardápio

Também em cada vagão há uma comissária de bordo que vende macarrão instantâneo, sopas instantâneas, chás e guloseimas.
Nós fizemos como todos os russos fazem, levamos nossa comida, na maioria das vezes era sanduíches e macarrão instantâneo. Em cada vagão há uma máquina de água quente que todo mundo pode pegar  gratuitamente para fazer  miojo, chás e no caso do Gustavo, chimarrão.

Máquina de água quente

Miojão

Dica: Melhor levar água potável pois alguns trens encontramos água potável disponível e em outros trens mais velhos não tinha.
Tomadas
Na terceira classe somente em uma viagem não tinha tomada no nosso compartimento, em todas as outras tinha tomada em baixo da mesa. Acredito que na 1ª e 2ª certamente tenha tomada. Dentro do banheiro e na parte de fora do banheiro sempre tem tomadas.

Tomada na porta do Banheiro

Internet
Não há wi-fi no trem, ou há mas que não funciona. Nós compramos um chip da empresa MTC que vem com internet ilimitada por um mês por 600 rublos ( 30 reais). Funcionou em todas as cidades russas que passamos, e o sinal é muito ruim quando o trem passava pelas regiões mais inóspitas mas nas cidades funciona muito bem.
Banho
Não há duchas no trem, só na 1ª Classe, a opção é ficar igual os russos ( bem fedidos) ou apelar para os lenços umedecidos.
 
 Embarque
Tínhamos o ticket salvo no telefone mas nem isso foi preciso, basta mostrar o passaporte que a comissária busca seu nome na lista. Só fique atento para entrar no vagão certo e depois na cama certa, está tudo escrito no ticket.
Desembarque
Fique atento na hora de desembarcar pois ninguém vai te avisar. Uma dica é ligar o despertador na hora de chegada que está no ticket pois os trens na Rússia são muito pontuais, chegam e saem na hora exata que está no ticket. Só muito cuidado com o fuso horário, na Rússia tem um monte de fuso e no ticket  comprado online mostra o horário do local de chegada e também o horário de Moscou
 
Melhor época do ano para viajar
Fomos no outono e na Sibéria já estava bem frio, pegamos temperaturas de até menos 15 graus. Foi tranquilo pois dentro do trem é sempre quentinho (27 graus) e algumas paisagens estavam lindas com neve, alguns lagos e rios estavam congelados.
No inverno deve estar tudo branco e bem frio, os trens ficam com pouca gente pois os russos não costumam viajar no inverno.
No verão é o contrário, muito calor, a paisagem é bem verde. O trem fica bem quente e também bem fedido já que os russos né …, já sabem. Nessa época é imprescindível comprar as passagens antecipadamente pois os russos viajam muito no verão e logo os lugares se esgotam.

Menos 15 no outono

Visto
Brasileiros não precisam de visto para entrar na Rússia. Basta chegar no aeroporto ou na fronteira que eles carimbam seu passaporte podendo ficar até 90 dias no país.
Siga-nos no INSTAGRAM
Nos acompanhe também em nossa FanPage do FACEBOOK

Veja essa viagem e se inscrevam em nosso canal do YOUTUBE

Entre em contato pelo e-mail [email protected]

Assista o vídeo dessa viagem e se inscrevam no canal ▶